Como pagar dívidas estando desempregado

Tempo de leitura: 6 minutos

como pagar as dívidas desempregado

Como pagar dívidas desempregado? hoje vamos falar de um assunto muito delicado e contra intuitivo. .

Hoje no Brasil temos dois grandes números: o número de endividados que já atinge 61 milhões de brasileiros. E aliado a isso, temo as altas taxas de desemprego, que oscilam entre 12 e 13% da população.

Saiba que se você não tem renda mas está endividado, você não está sozinho. Nesse artigo vamos dar algumas dicas gratuitas para você sair dessa logo. Afinal, ter no nome nos órgãos de proteção ao crédito pode te trazer diversos males: não ter paz para dormir à noite, estragar os seus relacionamentos e até mesmo afastar boas oportunidades em sua vida.

As dicas são simples e práticas, para que você possa entrar em ação e conseguir resultados, o mais rápido possível.

Recentemente  também fiz um vídeo de como sobre este assunto, assista em baixo:

Quer pagar as Dívidas e está desempregado? Mude sua mentalidade

A partir do momento em que você está desempregado e endividado, isso afeta a sua autoestima de forma muito intensa.

Ninguém se sente bem e feliz recebendo ligações de cobrança, ameaças e vendo a cada dia mais contas a pagar. E quanto mais pensamos no problema, mas ficamos presos a ele. Estar desempregado e por isso não poder pagar dívidas traz uma sensação de impotência muito grande.

Você pode mudar essa situação, lendo bons livros, como o livro Os Segredos da Mente Milionária de T Harv Eker. Esse livro é um best seller que transformou a minha vida. Eu falo sobre ele nesse vídeo do Youtube. Também no Youtube, você pode encontrar audiobooks que vão te trazer conhecimento e mensagens positivas. Foco no positivo sempre. Procure cercar a sua mente de coisas que te levem para a solução do problema e que não te joguem mais para baixo

Aprenda coisas novas

Reinvente-se. Se você não tem um emprego, isso não quer dizer que você não possa ter dinheiro para pagar as suas dívidas e recuperar a sua dignidade.

Nos últimos anos a economia mudou muito e a tecnologia hoje é responsável por uma boa parte do dinheiro movimentado no mundo. Eu mesmo, além de consultor financeiro, tenho um curso online e sou remunerado para transmitir meu conhecimento.

Se eu começasse hoje, do zero, desempregado, eu usaria a tecnologia a meu favor para me estruturar financeiramente mais rápido.

Quer algumas dicas? Eu separei uma lista de 4 coisas que você pode fazer e ganhar algum dinheiro enquanto não consegue um emprego. E além disso, dependendo do quão bom você for, você pode inclusive ter uma nova profissão.

1) Dirigir para aplicativos

Se você tem um carro e habilitação em dia, você pode se cadastrar em aplicativos como UBER, 99 Pop e Cabify. Assim, você passa a dar caronas remuneradas, que podem te trazer uma boa renda. Se você não gosta de dirigir mas tem um carro, ainda é possível alugar o carro para outros motoristas. Em cidades como o Rio de Janeiro e São Paulo, você pode conseguir uma renda de até R$ 1.500,00 apenas alugando o seu carro. Veja na sua cidade como funciona.

2)Criar sites para empresas

Se você tem conhecimento em TI e programação, você pode fazer sites para empresas. Faça um bom portifólio e ofereça para as empresas da sua cidade. Principalmente aquelas que você já conhece e que não tem site ou estão com os sites muito desatualizados. Toda empresa precisa ter uma boa imagem na internet. Mas o que acontece é que o dono muitas vezes não tem tempo de contratar profissionais. Se você aparecer com a solução, muitos ficarão gratos, vão contratar seu serviço e ainda indicar par ao seu círculo de relacionamentos. Desse modo você vai ter uma grana para pagar as dívidas e segurar as pontas mais algum tempo.

3) Faça comida para vender

Se você ou alguém na sua casa tem aptidão para a cozinha (não é o meu caso), iniciar um pequeno negócio de alimentação pode te trazer uma boa renda. Desde doces simples como brigadeiros e bolos de pote, salgadinhos para festas, até refeições, tudo você pode fornecer. E o investimento inicial é baixo, com retorno de até 100%. Escolha o que vai fazer, avise algumas pessoas (pelo Facebook mesmo) e venda. É lucro certo e é relativamente fçil construir uma freguesia que vai te render bastante trabalho.

4) Faça “bicos” para vizinhos

Muitos dos seus vizinhos passam muito tempo ocupados trabalhando e não conseguem realizar atividades simples como lavar o carro, levar o cachorro para passear, buscar as crianças na escola. Enquanto você está desempregado você tem tempo, logo, você pode trocar esse tempo livre por dinheiro na sua mão. Em primeiro ligar, avalie na sua vizinhança as oportunidades de prestar serviços freelancers aos seus vizinhos, recebendo por isso. Vale até mesmo perguntar quem está precisando. Geralmente são tarefas simples, que só exigem tempo, nada mais. E ainda podem ser divertidas. Com certeza, estar ocupado com pequenas tarefas é bem melhor que ficar em casa pensando nos problemas.

Nesse artigo, a minha intenção não é falar todas as oportunidades de pagar dívidas desempregado, já que elas são muitas. A principal intenção aqui é te dizer que elas existem. Porque precisamos desmistificar muitos conceitos: emprego não significa dinheiro e nem dinheiro é sinônimo de emprego.

Você não precisa ficar refém da sua condição atual e nem cheio de dívidas porque está desempregado. O seu passado não define o seu futuro. Todos os dias sua história pode ser reescrita. Mude a sua mentalidade, mude a forma de você ver o desemprego, não fique lamentando o emprego e as oportunidades perdidas. Agradeça pela saúde que tem e esteja preparado porque novas oportunidades surgem todos os dias. Confie.

Tenho mais um vídeo aqui que falo de como fazer uma renda extra:

Maratona Dívida Zero 100% Online e 100% Gratuita: De 29 a 04/02, assuma o controle das suas finanças e diga adeus às dívidas.

Clique aqui e garanta sua vaga.

Comentários no Facebook